Bebidas alcoólicas e o risco de câncer

Bebidas alcoólicas e o risco de câncer

Durante a quarentena, a Associação Brasileira de Estudos do Álcool e Outras Drogas (Abead) observou um aumento de 40% nas vendas de bebidas alcoólicas. Trata-se de um dado preocupante, pois além de depressor, o álcool está relacionado ao desenvolvimento de diversas doenças, inclusive o câncer. Tumores de boca, faringe, laringe, esôfago, estômago, fígado são mais comuns entre os usuários de álcool.

Mesmo baixas doses são tóxicas para o organismo — embora o exagero seja muito mais prejudicial. Não existe quantidade segura para o corpo. O álcool e os subprodutos de seu metabolismo, como o acetaldeído, podem ser classificados como carcinogênicos.

Os tumores relacionados ao consumo de álcool também são fomentados pelo cigarro. A combinação desses dois fatores potencializa o risco de câncer. Para reduzi-lo, é fundamental controlar o consumo.

As estratégias mais eficientes para evitar o câncer ainda são reduzir a ingestão de bebidas alcoólicas, não fumar, praticar atividades físicas, proteger-se do sol e manter a rotina de exames preventivos.

Se vai consumir bebidas alcoólicas, pegue leve, maneire na dose, hidrate-se.

Julho Verde, mês de prevenção ao câncer de cabeça e pescoço.

Oncocenter, dedicada a você.

Siga-nos

Notícias recentes

Hepatites virais e câncer de fígado

As hepatites virais são causadas por vírus que infectam as células do fígado e podem provocar hepatite aguda, fulminante, crônica, cirrose e câncer. São mais conhecidas como hepatites A,

O QUE É O GIST

O GIST é um tumor estromal gastrointestinal, que geralmente cresce a partir de células específicas localizadas na parede do trato gastrointestinal, chamadas células intersticiais de

× Como posso te ajudar? Available from 08:00 to 18:00