Câncer e doação de medula óssea

Câncer e doação de medula óssea

O transplante de medula óssea é importante para o tratamento de pacientes com doenças que comprometem a produção normal de células sanguíneas, como as leucemias, linfomas e mielomas (cânceres hematológicos), além de portadores de aplasia de medula óssea, síndromes de imunodeficiência congênita e outras doenças do sangue. No entanto, para haver transplantes, precisa haver doadores.

O que é medula óssea?

A medula óssea, encontrada no interior dos ossos, contém as células-tronco que produzem os componentes do sangue, incluindo as hemácias ou glóbulos vermelhos, os leucócitos ou glóbulos brancos que são parte do sistema de defesa do nosso organismo, e as plaquetas, responsáveis pela coagulação.

Quem pode doar medula óssea?

  • Pessoas entre 18 e 55 anos e em bom estado de saúde;
  • Não ter doença infecciosa transmissível pelo sangue (como infecção pelo HIV ou hepatite)
  • Não apresentar história de doença neoplásica (câncer), hematológica ou autoimune, como: lúpus e artrite reumatoide;
  • Manter sempre atualizados os dados de contato junto ao REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea)

O doador voluntário deve procurar o hemocentro mais próximo, preencher um formulário com dados pessoais e ter coletada uma amostra de sangue (10 ml) para testes genéticos que vão indicar a compatibilidade entre doador e paciente.

Os dados dos doadores serão armazenados no REDOME (Registro Nacional de Doadores de Medula Óssea). Já os dados dos pacientes que necessitam de transplante estarão no REREME (Registro Nacional de Receptores de Medula Óssea). Por meio de um sistema informatizado, será realizado um cruzamento de dados entre doadores e pacientes e caso haja compatibilidade, ambos serão avisados imediatamente.

O que é o Redome?

O Redome é o Registro de Doadores Voluntários de Medula Óssea, responsável pela manutenção das informações de todos os doadores voluntários de medula óssea cadastrados no Brasil e pela identificação de possíveis doadores para pacientes brasileiros. Este registro está sob coordenação do INCA (Instituto Nacional de Câncer). Para maiores informações, acesse: http://redome.inca.gov.br

Quais as chances de encontrar um doador compatível?

Em função das características genéticas do sistema de defesa do organismo, esta chance é de 30% entre irmãos e muito menor quando buscamos doadores não aparentados. Por este motivo, existem os Registros de Doadores Voluntários em diferentes países, totalizando mais de 38 milhões de doadores no mundo. O Redome é, hoje, o terceiro maior registro e representa, para os pacientes brasileiros, a maior chance de encontrar um doador não aparentado.

Como é feito o transplante de medula óssea?

Consiste na substituição de uma medula óssea doente ou deficitária por células normais da medula óssea de um doador, ou do próprio paciente, previamente tratadas, com o objetivo de reconstituição de uma medula saudável. O transplante pode ser autólogo, quando a medula vem do próprio paciente, ou alogênico, quando a medula vem de um doador. 

O transplante também pode ser feito a partir de células precursoras de medula óssea, obtidas do sangue circulante de um doador ou do sangue do cordão umbilical e da placenta.

A doação é um ato de solidariedade e pode ajudar pacientes que têm o transplante como a única chance de cura. É mais fácil achar um doador compatível na população de origem do paciente.

Seja doador de medula óssea e salve vidas!

Este conteúdo foi útil para você? Salve, comente, curta e compartilhe, você pode fazer a diferença na vida de outras pessoas.

Oncocenter, dedicada a você. 

Fontes: ABRALE, INCA e AMEO

Siga-nos

Notícias recentes

Hepatites virais e câncer de fígado

As hepatites virais são causadas por vírus que infectam as células do fígado e podem provocar hepatite aguda, fulminante, crônica, cirrose e câncer. São mais conhecidas como hepatites A,

O QUE É O GIST

O GIST é um tumor estromal gastrointestinal, que geralmente cresce a partir de células específicas localizadas na parede do trato gastrointestinal, chamadas células intersticiais de

× Como posso te ajudar? Available from 08:00 to 18:00